Cheiro de carro novo: Saiba todos os mistérios envolvidos neste aroma presente nos carros

Cheiro de carro novo: Saiba todos os mistérios envolvidos neste aroma presente nos carros

Sobre nosso olfato

Alguns estudos sobre o olfato indicam que esse sentido é o mais antigo presente no nosso corpo. Por isso, grande parte das nossas lembranças e memórias são baseadas nos cheiros que já sentimos durante nossa vida. Muitas vezes sentimos o cheiro de um perfume e automaticamente ele te remete a uma situação ou dia específico. Isso já aconteceu com você?

Pois é. Isso acontece porque o nosso olfato possui uma ligação direta com o sistema responsável pelas emoções e comportamentos sociais, o chamado sistema límbico. E essa ligação ocorre sem passar pelo córtex pré-frontal, ou seja, sem passar pelo sistema responsável pelas tomadas de decisão e pensamentos mais complexos, como julgamentos.

Quando sentimos aquele cheiro de carro novo, automaticamente esse cheiro nos remete a limpeza, a coisas novas. E por isso várias empresas começaram a replicar esse odor para que até os carros mais antigos cheirassem como novos. Peraí, você quer dizer então que o cheiro de carro novo é algo criado? 😮 Em partes, sim!

O cheiro de carro novo

O cheiro “original” de carro novo não foi criado. Era realmente o cheiro dos carros que saiam das fábricas, por conta das peças plásticas e de borracha que eram novas. Ou seja, esse odor é a junção dos cheiros das peças novas do veículo. Porém, cientistas descobriram que esse odor era prejudicial a saúde, pois era tóxico. Com essa descoberta, diversas marcas começaram a produzir seus próprios aromas que imitavam o cheiro de um carro zero km. Esses perfumes são criados sob medida para que o consumidor ainda tenha a sensação incrível de estar em um carro novo sem prejudicar a saúde.

Foto do interior do carro para post no blog sobre cheiro de carro novo

Além do aroma de carro novo, diversas marcas de carro possuem seus aromas próprios e utilizam deles como uma espécie de marca registrada. Isso ajuda o cliente a identificar a marca pelo olfato. A Ford por exemplo, possui um aroma próprio utilizado em seus veículos desde o ano 2000. Alguns modelos da marca Cadillac também possuem um aroma específico, que foi criado em laboratório e injetado nos bancos de couro. Mas não são todas as marcas criam seus próprios odores de carro novo.

Como as empresas “criam” esse aroma?

Algumas marcas do ramo automobilístico fazem estudos para deixar os cheiros das peças originais do carro mais harmônicos e evitar que eles sejam prejudiciais a saúde. Esse estudo ocorre da seguinte forma:

Cada componente do carro (ou diversos componentes juntos) é depositado dentro de um pote de vidro e este é levado ao forno. Então, esses materiais são aquecidos três vezes. Da primeira vez, o pote é exposto a uma temperatura de 22,7 °C. Isso serve para testar o aroma dos materiais em temperatura ambiente. Da segunda vez, é colocada água no pote para saber se o cheiro se modifica ao entrar em contato com a mesma e o pote é colocado a uma temperatura de 40 °C. Da terceira vez o recipiente é exposto a 80 °C, que serve para simular o odor das peças em dias muito quentes.

Depois disso os jurados avaliam cada peça nos potes e atribuem notas para o odor dos materiais, com a intenção de verificar se algum material terá um cheiro desagradável.

Muito interessante, não? Não deixe de acessar o nosso site e conhecer toda a linha de Aromatizantes e desodorizadores 😉

Esperamos que você tenha gostado de todas as informações que colocamos aqui e que elas tenham sido úteis! Caso tenha algum comentário ou dúvida, fique à vontade! Nós amamos receber o feedback de vocês!

E se você ainda não viu o nosso último post aqui no Blog onde falamos sobre as Diferenças entre a Cera White Cleaner e a Cera Dark & Black da Soft99, dá uma olhadinha lá!

Continue nos acompanhando aqui pelo blog e conecte-se também à nossa página no Facebook.

Até o próximo post!

Deixe um comentário